sábado, 31 de outubro de 2015

Separando Homens... de meninos.

A diferença entre Homens e meninos não é uma questão de idade. Apega-se mais a forma como é escrito a sua história... em uma página, ou em uma vida. Não mensura-se em poder, mas em carregar o peso das próprias dores em tranquilidade. Confronta a maneira como admira-se uma mulher, entre a essência feminina que um Homem saliva e a carne que o menino "deseja". Comunicar-se com o coração. Poder ver em sí o sonho de ontem, uma noite a menos todos os dias. Suprir uma mulher de forma desinteressada, apenas aos olhos dela, já que o resto fica desinteressante quando ela faz-se presente, e só quando faz-se. A maneira como você usa seus punhos para proteger e não para amedrontar... como os seus braços são um refúgio, que ela não pode recusar... como Homens demonstram interesse em suas conversas intermináveis... é como um orgasmo. É como a voz de um Homem faz tremer uma mulher, pela intensidade e segurança, não pela ignorância de um atroz menino. É controlar o pulso do coração, mais do que o pulso entre as pernas. Está entre rir de alguém que cai e levantar quem arriscou-se a andar lá fora. Embora muitos não assumam, um grande homem define-se, também, pela mulher que o acompanhará: Um homem não depende de uma grande mulher, mas passa a vida á buscar isso, e desapegar-se.

Nenhum comentário:

Postar um comentário